Com rombo de R$ 58 bi, Meirelles admite “boa possibilidade” de aumento de impostos

Antes de aumentos nos impostos, acredito que o governo vai cortar benefícios tributários. É o mais lógico a fazer, especialmente aqueles sobre folhas de pagamento que não deram qualquer ganho à economia, à manutenção do emprego e à tributação.

Vão começar por aí. É minha aposta. Esperamos que seja o suficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *